9

Marley & Eu


Comecei a ler esse livro no feriadão de 7 de setembro,a caminho do nosso passeio,numa fila interminável de carros....(viu? é sempre bom ter um livro por perto),que meu Leo ganhou de presente do vô Gerson...e não consegui mais parar de ler...

Ainda não conclui a leitura,mas faltam poucas páginas para acabar,e dei boas risadas com as histórias de Marley,sua família e seu dono.

Chego a pensar na minha menina(uma cachorrinha basset,filha de um basset e uma pincher= guapeca),ela não tem o tamanho e nenhum parentesco com Marley,mas em muito assemelha-se a ele...rsrsrsrs....Assim como Marley,ela não sabe andar de guia,acompanhando seu dono,ou sua dona,no caso eu!Ela se enrosca no meio das nossas pernas,e dar um passeio com ela é passar vexame na certa!!!Mas sai de casa sem ela pra ver...ao longe é possível ouvir seus gritos de desespero na esperança de que voltemos para pegá-la.

Eu sempre amei cachorros,tive na infância 2 cachorrinhas pincher,a Miúcha,e a sra Topisto,mãe e filha...As duas foram únicas,cada uma com sua personalidade e inesquecíveis em seu modo de ser.Se existisse um céu para cachorros,eu gostaria que fosse junto com o nosso,para que na eternidade,pudéssemos reencontrar nossos cães tão fiéis e tão queridos.

O ponto alto do livro que mais me chamou a atenção :


_ A maneira como John trata sua Jenny...com tanto amor,respeito,carinho e companheirismo....


Claro....as trapalhadas de Marley......


O livro todo muito bom,vale a pena ler!!! tem fotinhos do Marley pra vc ver...


Assim que concluir a leitura ,vou correndo alugar esse filme!!!

********


A História do Cegueta...


Na minha rua ,tinha um cachorrinho estilo Bennjie do filme,mas ele só tinha um olho,o rabo estava quebrado,e era bem manco... com certeza já tinha sido atropelado um par de vezes e nunca fora socorrido por ninguém,então muitas vezes dei água pra ele,comida ,ração e ele não saía mais de perto da minha casa...cheguei a ponderar em adotá-lo....mas já tenho uma cachorra,e saio muito nos finais de semana,e meu quintal é pequeno ,pra dividir entre as crianças e mais um cachorro....então só pude torcer por ele....sempre com muita dó no coração....


Até que um dia ele sumiu,e comecei a sentir tristeza,achando que talvez tivesse sido atropelado ou morrido....


Mas num dia,catando os filhotinhos da cachorra da vizinha no meio da rua,junto com uns pedreiros de uma obra aqui em frente ,o mestre da obra confidenciou que tinha levado o "cego" pra sua casa....e que ele estava vivendo como um rei... tinha dado banho nele....e estava cuidando dele...


Nossa....meu coração ficou tão feliz....e esse homem tem minha admiração !!! Parabéns Sr mestre da obra em frente a minha casa!!!

9 comentários:

Valéria disse... [Responder o Comentário]

Eu bem queria fazer um comentário sobre sua leitura do livro do doce cachorrinho, mas depois você iria ficar muuuuito brava comigo, então vou me calar! Mas que estou com vontade de comentar, eu estou!
Aproveite bem a leitura.
Beijos
Valéria

Valéria disse... [Responder o Comentário]

Ah, é que ninguém gosta que a gente conte o fim da história, porisso você ficaria brava. E quando você terminar vai me entender. É brincadeirinha, tá?
Vou aproveitar comentar do seu móbile de galinhas que eu adorei. Sou apaixonada por esses bichinhos, deixam a cozinha um charme! Você fez tudo no capricho!!!
Beijos (e não fique brava comigo, tá?)
Valéria

Bella disse... [Responder o Comentário]

Ola

Eu vi o filme na tv :) Bjs

Carla Gumieiro disse... [Responder o Comentário]

Oi colega, então vc vai amar o filme, assim que vc puder assista, é lindo demais.. bjs e boa leitura...

Elaine Pizani disse... [Responder o Comentário]

Oi amiga estava com saudades e vim te ver...
Desculpe a ausência mas saiba que vc mora no meu coração.
Beijos.

Naty Young disse... [Responder o Comentário]

Oi, Fê!
Tudo bem?
Eu não li o livro, mas vi o filme.. Mas, só ele já faz a gente pensar diferente...
Eu nunca tive animais de estimação. Só agora fui ganhar meu Cappuccino... E, neste momento, não imagino minha vida sem ele.. Ele é fofo demais! Meu "pupu" , como o chamo... Nunca pensei que pudesse ser tão legal!
Estou terminando agora o último livro da saga crepúsculo. É muito boooommmmmmm!!! Adoro!
Beijinhosss
Bom Fim de semana pra vc!

Ladokinha disse... [Responder o Comentário]

Nunca tive um cachorro, meu pai nunca deixou ... fala que não temos espaço e ele fica com dó de deixa-lo preso ...

Ganhei este livro do meu marido e ainda não tinha me interessado a ler, mas com tantas pessoas falando até me interessei ... rs

Beijokas e obrigada por deixar eu participar da troquinha da amizade de natal ... vou postar no meu blog mais tarde!

Edayne Oliveira disse... [Responder o Comentário]

Oi Fê!

Seus trabalhos estão m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o-s!!!! Parabéns pelo capricho e dedicação. Vejo amor no que você faz!

Nem me fale em cachorro! Amo demaisss!!! Tive três grandes amigos de quatro patas, infelizmente já partiram deixando muitas saudades... Dois deles eram vira-latas e uma era Dogue alemão. Um dos vira-latas era meu, ganhei quando tinha quatorze anos, partiu a muito tempo mas sinto falta dele até hoje. Os outros dois eram da família e eram os amigos mais maravilhosos que alguém poderia ter. Todos companheiros fiéis.
Depois que perdi eles não consegui ter outros... Sofri demais a perda deles. Mas enfim, respondendo a sua pergunta: não, só trabalho em casa mesmo e muito!!! kkk

Bom fim de semana pra você!
Beijos

Valéria disse... [Responder o Comentário]

Ai, ai, nem te conto. Choreeeeeeeeei, que dava dó!!!
Porisso quando você disse que já tinha dado boas risadas com o livro (também dei, no meio da história) fiquei me mordendo de vontade falar alguma coisa prá você, rsrsrs.
Valeu o assunto, assim pudemos rir um pouco e nos conhecer, valeu muito!
Beijos e um ótimo fim de semana.
Valéria

Loading...